Asilo Irmão Joaquim precisa da ajuda da comunidade

Por Viviane Bevilacqua para o DC
03/06/2017

Quando a gente ouve a palavra asilo dá um frio na espinha. No imaginário popular, logo vem à mente um lugar feio, insalubre, um verdadeiro depósito de idosos, jogados num canto à espera que a vida siga seu rumo. Mas isso não condiz com a realidade, pelo menos não sempre. O Asilo Irmão Joaquim, localizado no Centro de Florianópolis e que funciona ininterruptamente há 110 anos, é um lugar que vale a pena conhecer. Uma casa ampla, arejada, bonita, limpa, cujos janelões deixam entrar a luz do sol. Abriga hoje 40 idosos, todos com mais de 60 anos. Eles são muito bem cuidados por uma equipe formada por funcionários e voluntários.

.  .  .

Leia o texto completo no Diário Catarinense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *